quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Amanda Todd: Dor, solidão e uma sociedade injusta.

  Hey Divas!

  Esse assunto já não deve ser mais novidade, pois é só nisso que se fala nas redes sociais e televisão. Amanda Todd.
  Eu realmente pensei se deveria ou não falar nisso aqui no PMU, e cheguei a conclusão que sim. Isso deve ser falado em todos os lugares, a todos instantes, para que as pessoas entendam o verdadeiro poder do bullying, para que isso seja visto com a gravidade que representa e com todo cuidado que merece.

  Acho que a história todos conheceram, e não quero me delongar por aqui, só estou escrevendo por que isso me chocou muito, fiquei realmente impressionada, e aqui, é onde melhor me expresso, e gostaria de tirar aqui um pouco do tamanho disso que está entalado na minha garganta.
  Fiquei sabendo disso ontem a noite, pouco antes de dormir, e não acreditei no que estava lendo, depois vi o vídeo e continuei não acreditando no que estava vendo. Tinha que acordar hoje cinco e meia da manhã e tinha uma prova as dez, ou seja, tinha que dormir bem, mas não foi isso que aconteceu, passei boa parte da noite pensando nisso, remoendo e tentando entender o por que. O por que da sociedade fazer questão de a todo momento classificar, rotular e padronizar nossas atitudes, nossa aparência, nossa forma de pensar? Por que não somos livres realmente? Por que? Por que uma menina de 15 anos tem que pagar por toda  a hipocrisia  e machismo de uma sociedade inteira? Por que a todo momento estão sendo criados monstros ao invés de pessoas com a característica principal para assim ser chamada, a HUMANIDADE?

  Juro que não consigo pensar em um fator culpado por essas atitudes. Há varios,e  todos são muito complicados de discutir e são realmente divisores de água. Religião, alienação, conformacionismo e n outros.
  Por favor, me digam se eu estiver errada, mas qual é o problema dela ter mostrado os peitos na internet? Por favor, me digam apenas uma, uma forma como isso afetou a vida das outras meninas que a crucificaram? Como a vida delas foi mudada com isso? Por favor gente!! Não faz sentido isso! Pura e concentrada hipocrisia. Aposto meu braço direito que a maioria dessas meninas devem estar cansadas de terem mostrado os peitos, só que escondido. Então quer dizer que se é escondido pode, você é uma pessoa direita, mas se você da o azar de encontrar um babaca machista que te leva a fazer isso em frente a uma webcam você é puta? Me ajudem a achar a linha divisória entre santa e puta, por que eu não consigo. Mas sabe o que é? É que somos acostumados, ensinados a classificar e a crucificar. Por que??? Por que crianças e adolescentes tem essa maldade gigante que consegue fazer com que alguém acabe com a própria vida?? Por que são ensinados assim, por que é isso o que veem, então é isso que aprendem. Agora me digam se isso é certo, se são monstros que devem ser criados?
  Monstros, e dos piores, é isso que a sociedade cria. Preconceituosos, machistas, hipócritas, egoístas. Me ajudem mais uma vez, POR QUE ela foi crucificada por ter caído na lábia de uma cara machista e inescrupuloso? Por que ela e não ele? Sabiam que isso acontece todos os dias? Crianças são levadas a tirar a roupa todos os minutos, são estupradas, violentadas. A menina tinha 12 anos cara! É a pior idade, e todas nós sabemos, por que passamos por isso, nosso corpo está mudando, os hormônios estão a todo vapor, a cabeça está uma confusão, estamos realmente a flor da pele. É a fase que achamos saber de tudo, mas na realidade, não sabemos de porra nenhuma. O cara foi um babaca, e quem leva chumbo é ela? Quem estava errado? Quem???? POR QUE ela foi crucificada e excluída? Por que a sociedade é machista e se você é mulher você é puta e se você é homem, é garanhão, galinhão.
  A mano, na boa? Quem somos nós, quem é qualquer um para julgar outra pessoa? Quem somos??? Me digam? Somos merda nenhuma, não sabemos de porra nenhuma. O que é fácil pra mim não é para você e vice e versa, ninguém sabe a dor e a delícia de ser o que é. E isso é verdade absoluta.
  Ouvi n vezes pessoas falando: "A, já sofri bullying e não saí por aí matando ninguém". Na boa, tenho vontade de dar uns tapas em quem fala isso. Tudo é diferente. depende dos olhos de quem vê. Agora me pergunto novamente: POR QUE somos tão cruéis, por que nos deixamos nos tornar tão alienados? Por que julgamos? A culpa é sim da sociedade, mas ela só não muda por que não mudamos, por que nos acostumamos com os padrões. Ela só vai mudar se mudarmos, por que somos a sociedade, e temos que saber o nosso papel e a influência que exercemos.


  Bullying é coisa muito séria, de verdade. As cicatrizes ficam para sempre, e tem que ser tratado sim, na escola, em casa, na natação, na pqp. Eu não tenho filho, não posso falar sobre educar, mas uma coisa é certa, isso vem de casa, claro que tem as influências, mas são controladas e percebidas em casa. Percebe atitudes machistas e preconceituosas na sua casa? Então mude já para que seu filho não vire um monstro. A educação é a base de tudo, principalmente a de casa.
  Tomara que a consciência dessas meninas e meninos que a crucificaram estejam pesando o Everest, que doa, que arda e que nunca mais saia da cabeça deles para que aprendam e possam passar para frente.
  Acho uma vida um preço muito alto para que algumas pessoas aprendam. Realmente sinto muito pela família dela, por tudo que aconteceu, mas também espero que isso não tenha sido em vão, que o que ela sofreu ninguém mais sofra, por que com certeza é a pior coisa do mundo, você ficar sozinha, literalmente pedindo ajuda, tão triste a ponto de se matar, a ponto de sua vida ficar tão pesada que te esmaga, a ponto de você não querer mais existir por causa de algumas pessoas. Gente, ela pede socorro! Não é possível que isso só toque a mim. Não tenho mais palavras e isso tá doendo muito em mim também.
  Ver o rosto dela no vídeo, como a fisionomia muda, só me deixa mais triste, mais revoltada.

  Pra quem ainda não sabe da história, aqui está um post bem explicado, e aqui está o vídeo.

  Um super beijo Poison Make-Up!

Bju bju, Jú Vaz Tostes.



Pin It now!

2 comentários:

  1. Nossa Júlia, esse assunto de bulying me deixa extremamente preocupada, tenho dois sobrinhos novos, e um deles tem problemas na fala, e morro de medo que um dia qualquer dos colegas dele não entendam que no mundo há pessoas diferentes das outras e acabem crucificando-o por isso! Acho que nós principalmente, deveríamos abrir nossas cabeças para criarmos nossos filhos aceitando as diferenças físicas, psicológicas e comportamentais das outras pessoas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Nara!
      Isso realmente preocupa, e tem que preocupar, por que é muito sério! Não se brinca com o psicológico nem com o ego de ninguém.
      Essas coisas realmente machucam, por isso tem que ser levado muito a sério e com muito cuidado. Ás pessoas ainda não tem noção do quanto isso é importante, é um conceito muito novo ainda para um ato tão antigo. Espero realmente, que não precisem de mais tragédias para as pessoas se conscientizarem.
      Acredito nisso também, que é em casa que mudamos. Ensinando nossos filhos, sobrinhos, primos, vizinhos a conviver com outras realidades, por que o mundo, a vida são assim. Tentam o tempo todo padronizar, mas não é padronizado, não tem jeito, e nem tem que ter.
      Fico muito preocupada e triste também, de verdade.
      Bju bju!

      Excluir

Fala comigo Diva!
Tem algum espaço, blog ou afins? Deixa pra mim no fim do comentário! Adoro novidades e trocar figurinhas!

:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...