sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Estilo sustentável: Um paradigma social

  Hey Divas!
  
  Primeiramente, tenho que avisar que eu sei que hoje é dia de esmalte por aqui, mas como me esqueci de trazer para a faculdade as imagens do post que iria editar no meu horário de almoço, por hora, o post de esmalte fica para amanhã ou pra hoje mais tarde se der tempo. Esse post é mais um dos que eu escrevi na minha extinta coluna n'O Bufão Online, a Ahazando, que resolvi trazer para vocês por que considero um assunto muito importante e que tenho tentado tratar aqui no PMU. O post tá meio grande, mas eu acho que vale a pena pensar a respeito, e o mais importante, discutir soluções e tentar aplicar em nossas vidas. Então já sabem, o post é bem fiel ao postado n'O Bufão aqui. Bora lá!  


Postado n'O Bufão Online em 8/03/2013.
  Oi meninas!

  O assunto de hoje é bem polêmico e importante. O que vocês entendem por estilo sustentável? O que significa ter uma consciência sustentável?
  Esse assunto rende muita conversa e vários pontos de vista devido a grande gama de assuntos a qual posso estar me referindo apenas usando a palavra do momento 'sustentabilidade'. No dicionário ela é definida como "a capacidade de suportar uma ou mais condições, exibida por algo ou alguém. É uma característica ou condição de um processo ou de um sistema que permite a sua permanência, em certo nível, por um determinado prazo."
  Se tem algo que vem sendo procurado nos últimos anos é essa situação de sustentabilidade, em todos os aspectos dos nossos hábitos. Mas mais do que procurar por essa situação, devemos entender por que isso é necessário e como isso vai mudar alguma coisa no mundo. Tem um vídeo muito interessante sobre esse assunto, é meio grandinho, mas eu garanto que vale a pena assistir.

  Eu realmente não sou um exemplo de pessoa com toda essa consciência sustentável, mas quem me conhece sabe o quanto mudei meus hábitos de uns 3 anos pra cá.
  Já parou pra pensar quanta coisa você teria deixado de comprar se tivesse pensado por 5 minutos antes de realizar a compra? Já parou pra pensar se o que você compra é realmente necessário? Ou ainda se você realmente vai usar isso? E por último se você realmente quis comprar ou só comprou por que está na 'moda'? São questionamentos muito importantes que deveríamos fazer sempre e que eu sempre gosto de falar sobre, é sem dúvida um dos meus assuntos preferidos.
  As coisas se tornam cada vez mais descartáveis, e o que é tendência hoje amanhã já não é mais, e assim vamos juntando coisas até não termos mais onde guardar e resolvermos nos desfazer delas. Mas e depois, pra onde elas vão? Não vão, ficam aqui formando montanhas de lixo e causando 'n' problemas ambientais que causam 'n' catástrofes que por sua vez aumentam os problemas sociais. Isso mesmo, você não consumir racionalmente/sustentavelmente desencadeia muitos processos pelos quais você tem sua parcela de culpa.
  Mas por que as coisas são assim? Por que 'precisamos' de tantas coisas para viver? Por que não podemos  simplesmente mudar nossos hábitos e começar a pensar e não só seguir tendências? Em primeira vista isso parece fácil, mas realmente não é, todo esse sistema meticulosamente projetado se chama capitalismo e estamos engrenhados nele até o pescoço, praticamente imobilizados, apenas aceitando tudo que nos é imposto. Como proceder?
Estilo sustentável
  Calma, não vou sugerir que você pare de comprar, doe suas coisas e fique apenas com o que couber na sua mochila, não sugeriria algo que eu não consigo cumprir, mas e que tal repensarmos nossos atos? Que tal começarmos a prestar atenção nos artifícios desse sistema estrangulador e tentar enxergar quando estamos sendo manipulados? Isso parece difícil, mas é muito simples, e se você começar a exercitar com o tempo isso não vai ser um sacrifício, e sim um hábito.
  Análises simples como: "Eu realmente usaria um sneaker? Combina com o meu estilo ou estou comprando apenas por que vai bombar nos próximos 4 meses?" nos mostram o quanto realmente estamos a mercê do mercado. Além do consumo em massa e desnecessário, acontece uma padronização dos estilos e o que era pra ser 'diferente' acaba ficando igual e o pior, igual a uma coisa que alguns meses atrás você não achava legal nem usaria. E aí? Continua sendo interessante 'estar na moda' e 'seguir as tendências'? Qual o problema em usar uma peça da tendência passada? Você vai ser menos legal por isso? Uma coisa que eu sei é que se você gosta e usa por esse motivo, isso só vai deixar você mais você e nada mais.

  Sinceramente? Muito mais bonito do que vestir as tendências é ser capaz de criar looks legais com peças diferentes, uma camiseta nova com uma sainha velha de guerra. Muito mais legal do que seguir a moda é inventar a moda. Por que não 'reciclar' as roupas antigas da sua mãe e tias? Ou mesmo as suas antigas. Por que não? Esse é o questionamento que falta no mundo, POR QUE NÃO?!?!?! Por que temos que seguir e aceitar e não apenas vestir o que estamos com vontade no dia? Como e por que essa necessidade de estar na moda nos prende?
  E com isso tudo, tem ainda um último fator que deve ser levado em consideração. Com essa padronização nossa capacidade criativa cada vez mais vai se perdendo, e a esperança de uma visão da moda sem estereótipos vai ficando cada vez mais distante. 
  Que tal pensar um pouquinho a respeito?
  Dá pra ver que a questão da sustentabilidade abrange muito mais do que um dia você imaginou né? 
Paradigma Social
  E aí, tá afim de entrar nessa 'vibe' comigo? Então vem e Ahaza no estilo sustentável que garanto que você não vai se arrepender!
  Esse assunto vai render muitos posts por aqui se depender de mim! =D E você, o que acha? Conversa comigo! ;)

  Bju bju, Jú Vaz Tostes.

Pin It now!

2 comentários:

  1. Já tinha visto este vídeo e realmente faz a gente repensar.. há um tempo atrás estava conversando com uma amiga sobre esse consumismo que vivemos hoje em dia.. muitas pessoas não se dão conta de quanto consomem, de quanto é exagerado. Nessa conversa que eu e minha amiga tivemos lembro dela dizer que havia comprado algo (não lembro o que era) e passou algum tempo comprou a mesma coisa de novo, pq esqueceu que já tinha comprado (!!!!) Aí fico imaginando quantas pessoas não fazem isso. Conheço pessoas que não repete a mesma roupa, que doam/vendem roupas praticamente NOVAS e ainda outras que tem roupas e roupas com etiqueta no guarda roupa.
    E depois reclamamos que o preço das coisas estão caras.. estão sim, pois as pessoas querem consumir a qualquer custo então as fábricas e comerciantes, obviamente, vão aproveitar disso!
    Boa iniciativa Júlia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda!!!
      Pois é, isso acontece demais, eu já doei muita coisa que comprei e nunca usei, e hoje em dia lembro disso e não faz mais sentido nenhum.
      Hoje penso bastante antes de comprar, e além de entupir menos meu armário, economizo muito e tenho tempo para analisar as 'tendências'. Gosto muito mais desse meu novo jeito de consumir :). Mas ainda assumo que sou muito consumista e pretendo cada vez consumir mais conscientemente.
      Obrigada Fê!!

      Bju bju!

      Excluir

Fala comigo Diva!
Tem algum espaço, blog ou afins? Deixa pra mim no fim do comentário! Adoro novidades e trocar figurinhas!

:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...