segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Co wash: mas sem shampoo mesmo?

  Hello!

  Comecei a falar aqui do No e Low Poo e citei rapidamente o 'Co-wash' que é a técnica onde a limpeza dos fios é feita apenas com condicionador e tem como objetivo a minimização do ressecamento capilar. Mas por mais que pareça super simples, não é tão simples assim. Vem conhecer essa técnica comigo!
Higienização com co wash
  Expliquei aqui sobre os shampoos utilizados para o Low Poo, e fazendo uma analogia, o Co-wash (que é a abreviação para Conditioner wash) é o shampoo do No Poo, não que nos produtos para o método tenham ingredientes similares, e sim por que é equivalente a fase da lavagem dos fios, já que condicionadores também tem em sua fórmula agentes emolientes com capacidade de limpar sem ressecar.
  O principal benefício da técnica é que o Co wash não abre demais as cutículas, mantendo assim os nutrientes, vitaminas, queratina e hidratação dentro do fio.

  A primeira coisa que deve ser dita a respeito é que o Co wash não pode ser feito com qualquer condicionador, podendo resultar em cabelos  fracos e sem brilho quando feito com produtos não adequados. O maior problema com a técnica é a não eliminação de substâncias como silicones e petrolatos, que estão presentes em muitos produtos de tratamento. Esses componentes não são solúveis na água e só saem do cabelo com a ajuda de ativos detergentes, como os presente nos shampoos. 
  A fase da lavagem consiste em limpar os fios e prepará-los para o tratamento que vem em seguida e se forem utilizados condicionadores que contenham silicones insolúveis, parafina líquida e derivados do petróleo, os fios vão ser selados já na primeira fase (lembra que falei aqui como funcionam esses componentes?), fazendo com que tudo que for aplicado na sequência não tenha eficácia, pois o tratamento não vai penetrar no fio. Dessa forma, com o tempo, o cabelo vai se tornar fraco e opaco, por que além de não absorver água e nutrientes, também vai ficar carregado por não serem retiradas as camadas de produtos que se acumulam nos fios no dia-a-dia. Podem também ser desenvolvidos problemas no couro cabeludo, como dermatite seborreica e queda. Por isso, é muito importante conhecer a formulação de um produto para usá-lo no Co wash. Não tem jeito galere, tem que aprender a ler rótulos, além do que, é muito legal saber o que estamos passando nas madeixas, né?
Problemas capilares
  Aí uma pergunta que cês devem estar curiosos: "Mas então quais são esses componentes proibidos nos condicionadores para Co wash?" Alguns deles são: "petrolatum", "mineral oil", "paraffinum liquidum", "isoparaffin", "isododecane", "dimethicone", "silicon", "dodecane" e "alkane". Aqui tem uma lista de produtos liberados e proibidos.
  Silicones solúveis podem ser usados por quem faz no poo e não usa produtos que contenham o 'Cocamidopropyl betaine' para o Co wash e os silicones insolúveis podem ser usados por quem faz low poo ou usa produtos que contenham o 'Cocamidopropyl betaine' para o Co wash. Esse tal de 'Cocamidopropyl betaine' é um tensoativo (ou seja, é o que faz espuma) que é usado em produtos mais suaves e menos irritantes.
Leia rotulos
  "Mas então só quem faz No ou Low Poo pode fazer o Co wash?" Não necessariamente.   A técnica é indicada para cabelos cacheados e/ou ressecados. Por cabelos ressecados podemos entender, cabelos ressecados naturalmente, tingidos, com mechas ou quimicamente tratados. Para cabelos tingidos é ótimo por que quando o shampoo é usado diariamente o cabelo desbota muito mais e para cabelos tratados quimicamente o uso do Co wash pode fazer a química no capelo durar mais. Pra quem não consegue ter bons 'days afters' capilares e precisa lavar o cabelo todos os dias, fazem academia ou residem em lugares quentes, o Co wash pode ser um grande aliado. É só descobrir se a técnica dá certo com seu cabelo e se sim, qual a melhor forma de utilizar o Co wash no seu dia a dia. 
  O que não pode é você usar produtos com silicones insolúveis, parafina líquida e derivados do petróleo no dia a dia e optar apenas pelo Co wash como forma de higienização. Nesse caso ele tem que ser intercalado com lavagens com shampoo tradicional por que como falei acima, o condicionador do Co wash não vai retirar esses compostos dos fios.
Cabelos ressecados  "Mas então o que tem a ver com No e Low Poo?" O Co wash é comumente usado por quem faz essas técnicas por que o cabelo já é acostumado com ingredientes de limpeza menos agressivos, e por isso, se adaptam melhor. As coisas não mudam de um dia para o outro e no início, os resultados podem ser contraditórios. O cabelo pode ficar oleoso e o couro cabeludo pode coçar, mas pode ser apenas uma fase de adaptação. 
  Agora se seu cabelo vai se adaptar e a técnica vai funcionar para você eu não sei, mas de uma coisa eu sei, vale tentar. Se você não se adaptou ao Co wash, tente intercalar as lavagens com Co wash com as com shapoo Sulfate free, pode ser um caminho. A frequência do uso da técnica depende da sua adaptação e só quem vai poder dar essas respostas e descobrir a melhor forma de utilizar é você.
  Eu por exemplo, faço Co wash muito de vez em quando. Percebi que se eu fizer Co wash alguns dias depois de ter lavado o cabelo com shampoo sem sulfato, o cabelo não fica legal, fica muito pesado na raiz e super ressecado nas pontas. Mas se eu lavo o cabelo e no outro dia ele não acorda legal, o Co wash salva meu cabelo, deixa ele muito mais bonito do que se eu resolver lavar novamente ou apenas molhar e passar creme de pentear de novo. 
Cabelos saudaveis
  Tem um condicionador para Co wash, gosta da técnica mas sente o cabelo um pouco pesado, necessitando de um pouco mais de 'limpeza'? Pode ser misturado ao condicionador o anfótero, mas cuidado, errar na quantidade de anfótero pode ressecar muito o cabelo, a porcentagem de anfótero não pode ser maior do que 5%. 
  Uma opção mais natural ao anfótero são os óleos essenciais, para limpezas mais profundas podem ser adicionados ao condicionador na hora da lavagem (não misturar na embalagem inteira, misturar apenas no que vai ser utilizado no dia) algumas gotas de óleos essenciais como: Melaleuca, laranja, cipreste, bergamota, neem, copaíba, limão, cedro, tea tree...
  "Mas e aí Jú, como fazer o tal Co wash?" Ponto mais importante: o método exige certa generosidade na quantidade de produto aplicado, então condicionadores com preços mais amigos (mas não esqueça, tem que ser liberado para a técnica) são boas apostas. O que rola também é optar por embalagens em tamanho profissional, pra não correr o risco de 'ficar na mão' na hora de lavar o cabelo.
  Com a água morna caindo no cabelo massageie bastante o couro cabeludo para que o excesso de óleo comece a se desprender. Em seguida retire o excesso de água do cabelo (se o cabelo estiver muito molhado o produto não vai cumprir a função de limpeza e vai escorrer com a água) e aplique uma quantidade generosa no couro cabeludo massageando sempre. Vá levando com a mão o produto em direção as pontas de forma que todo o cabelo fique envolvido com o condicionador, se precisar aplique mais produto no comprimento. Nada de esfregar o cabelo como se estivesse esfregando roupa, a massagem nos fios tem que ser delicada, descendo do couro cabeludo em direção as pontas. 
Co wash
  A massagem é essencial para uma higienização efetiva, então não adianta ter pressa. Em seguida basta retirar todo o condicionador e aplicar a máscara de sua preferência. Depois da máscara você pode utilizar o mesmo condicionador ou outro, isso também tem que ser descoberto por você. Eu não utilizo o mesmo, uso um mais basicão para o Co wash e um bem rico em óleos no final apenas no comprimento.
  É importante dizer que condicionadores muito ricos em óleo ou muito hidratantes não são os melhores para a técnica por que podem deixar a raiz um pouco oleosa, mas isso vai depender também do seu cabelo. O negócio é tentar. Não deu certo? Experimenta outro.
  Depois de muitas tentativas (mesmo) hoje em dia utilizo o Yamasterol com queratina para o Co wash e o Elséve óleo Extraordinário como condicionador.
Produtos co wash
  O Yamasterol é um dos mais 'queridinhos' para Co wash, a formulação dele é muito básica, mas por outro lado muito rica em compostos hidratantes, como a babosa e o D-Pantenol, além do precinho que é ó, uma lindeza. Prefiro o Yamasterol com Queratina pelo cheiro ser bem melhor que o do tradicional, mas também por ter queratina na fórmula. Mas faço uma resenha em breve dos dois.

  Pode não parecer, mas é fácil achar produtos para Co wash, dá uma olhada:
Condicionares Co Wash

  • Pós Progressiva da Bio Extratus;
  • Antiqueda da Phytoervas;
  • Color Fixation da Surya Brasil;
  • Ecotherapy da Amend;
  • Curvaceous da Redken;
  • Amazonian Avocado & Babaçu da Ikove;
  • Amla, Guaraná e Melão da Surya Brasil;
  • Anticaspa da Phytoervas;
  • Pracaxi e Andiroba da Cativa Natureza;
  • Yamasterol;
  • Stop Queda da Garnier Fructis;
  • Lavanda e Verbena Branca da Herbia;
  • Yamasterol com queratina;
  • Curly Wurly da Lola Cosmetics;
  • Cabelos claros da Johnson's Baby.

  E aí galera, já conheciam essa técnica de higienização? Já tentaram? Falaê! :)


Bju bju, Jú Vaz Tostes.

Pin It now!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fala comigo Diva!
Tem algum espaço, blog ou afins? Deixa pra mim no fim do comentário! Adoro novidades e trocar figurinhas!

:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...